VISTA CANSADA

Ofereço para todos nós, que de certa forma “Não vemos.” “Se eu morrer, morre comigo um certo modo de ver, disse o poeta. Um poeta é só isto: o modo de ver.” O diabo é que de tanto ver, a gente banaliza o olhar. Vê não-vendo. Experimente ver pela primeira vez o que você vê…

Continuar lendo

Metade ( Ferreira Gullar )

Que a força do medo que eu tenho, não me impeça de ver o que anseio. Que a morte de tudo o que acredito não me tape os ouvidos e a boca. Porque metade de mim é o que eu grito, mas a outra metade é silêncio… Que a música que eu ouço ao longe,…

Continuar lendo

A Bunda

A bunda, que engraçada. Está sempre sorrindo, nunca é trágica. Não lhe importa o que vai pela frente do corpo. A bunda basta-se. Existe algo mais? Talvez os seios. Ora — murmura a bunda — esses garotos ainda lhes falta muito que estudar. A bunda são duas luas gêmeas em rotundo meneio. Anda por si…

Continuar lendo

Hoje eu vi o mar

Hoje eu vi o mar, Vi um barco, um pescador, Um peixe fisgado e uma gaivota, Só não vi o meu amor… Senti solidão, abandono, Assim como o mar, o barco, o homem, O peixe fisgado e a gaivota. Pensei no meu amor… Nas horas que juntos passamos, Nos beijos trocados, abraços apertados, na troca…

Continuar lendo

Com todo o Respeito.

Aniversário do meu rebento. Vou em busca de uns trocados, Para fazer um bolo. A prosperidade ainda não chegou… Necessito do fermento e dos ovos. Também preciso do dentista, Pois um dente resolveu mostrar que existe. Que pena… O dentista não pode me atender, O que fazer? Não tenho grana nem granja. Mais o ovo…

Continuar lendo