O Povo é quem paga a conta.

2014-748672068-2014090433072.jpg_20140904Após uma longa temporada sem dar as caras nessa minha criação, “Nave de Kika”, eis que retorno com todo vapor, esperando e me esforçando para que seja frequente e tentar trazer de volta meus amigos leitores, que deixei no vácuo sem nenhuma explicação plausível.

Começando os trabalhos com um assunto muito em pauta que diz respeito ao universo feminino.

– Os Banheiros Públicos Femininos.

Ainda, em fase de teste, a Prefeitura instalou o primeiro modelo, batizado de UFA (Unidade de Fornecimento de Alívio), na Praça Serzedelo Correia, no bairro de Copacabana, no Rio de Janeiro ao custo de R$ 19 mil, cada unidade. Claro! Saindo essa quantia absurda do bolso dos contribuintes.

A começar, a mulherada não aprovou o protótipo por várias questões, sabidas e nunca imaginada pelos engenheiros da Prefeitura, por obviamente serem homens.

O modelo, sem privacidade nenhuma, é exatamente igual aos dos homens, uma cabine metálica, sem portas e muito menos cobertura, dando oportunidade aos tarados de plantão, olharem por cima, pelos lados e ainda tirarem fotos para postagem na Internet, que hoje em dia é uma febre geral.

Também, o modelo não tem papel higiênico, e nem poderia ter, porque sempre haverá alguém para rouba-los, não tem pia para lavar as mãos, apoio para as bolsas, e muito menos uma mesa para colocar as crianças de colo. Ainda, dois agravantes: – o primeiro por ser instalada exatamente ao lado do banheiro masculino, e o segundo, as mulheres terem que fazer xixi em pé!

Nenhuma mulher em sã consciência usará esse banheiro, a não ser as bêbadas, as moradoras de rua e as que estiverem realmente com algum problema intestinal, precisando-se aliviar numa espécie de mictório masculino, porque não há privadas.

O secretário municipal de Conservação e Serviços Públicos, Marcus Belchior, garante que a unidade funciona muito bem na Europa e Ásia e esqueceu-se que o Brasil é um país sem desenvolvimento moral pró-social e muito menos comportamental. Não aprendemos civilidade em casa e muito menos nas escolas.

O que me deixa intrigada é que O Prefeito Paes, assegura que essa unidade ficará em teste de observação até o final do ano e caso seja aprovada, fará os reajustes para expandir as UFAs femininas para outros pontos do Rio.

A pergunta que não quer calar!

– E se não der certo? Tudo bem?

Gasta-se 19mil reais dos cofres da Prefeitura e fica por isso mesmo? Faz um teste e se não der certo foda-se ai! O Povo é quem paga!

E os banheiros químicos?

Foram instalados por toda a Cidade carioca e teria dado muito certo se a Prefeitura, aproveita-se essa quantia para desempenhar o seu papel de conservar, cuidar e aprimorar esses banheiros, já existentes, e que também saíram do bolso do contribuinte.

Lamento profundamente a vaidade e a incapacidade de nossos governantes, fazendo do dinheiro do povo a bel- prazer!

Kika

About Kika

Meu nome já não importa, mais meu apelido é Kika. Sou carioca da gema, do signo de peixes. Já passei da idade dos sonhos. Por incrível que possa parecer, ainda não descobri a minha missão e no momento não estou fazendo questão. Amo a natureza e todos os seus habitantes. Gosto de ir ao cinema, ao teatro. Quase sempre escuto o bom Blues. Procuro sempre me manter ocupada, isso me faz esquecer os problemas e a solidão. Não gosto de situações aborrecidas e tediosas e muito menos ter que ser simpática quando não o quero ser e nunca me importo com o que falam de mim ou pensam ao meu respeito. Sou direta e nunca faço rodeios. Tenho vários defeitos e não faço questão de corrigi-los. Sou assim e pronto! Desejo que você goste da minha NAVE e qualquer contato é só deixar o seu recado que eu retorno. Muita paz a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>