Um pouco de tudo.

Dei-me conta que já é NATAL, quando entrei nas Lojas Americanas para comprar shampoo e deparei-me com a decoração de Natal. Caramba! Tenho trabalho tanto que nem percebi o tempo passar. E passou rapidamente!

Parei alguns segundos diante de um Papai Noel de pano e então pensei nessa frenética aceleração do tempo. Crianças de meu convívio, que já são adultas, formadas, casadas e até já são pais. Lugares de outrora que já não existem mais, dando lugar a outros ambientes. Rapidamente compreendi que o tempo passou para Eu também. Claro! Já estou chegando aos sessenta. Entendi rapidamente porque ando cansada, irrequieta, um pouco desanimada, com sono e muito enjoada de todo o trabalho doméstico e também do trabalho fora.

Não lamento a passagem de tempo,porque ele passa para todo o mundo, Apenas penso em quem cuidará de mim?

Sinceramente? Estou precisando muito de alguém que me cuide. Não só no sentindo afetivo, mais no sentido básico de viver a vida. Eu sempre cuidei de tantas coisas, tantas pessoas e isso não mudou com a passagem de tempo. Continuo cuidando, ouvindo, aconselhando. Mais raramente alguém me ouve ou me cuida.

No momento o que mais me aborrece é a contabilidade das despesas de casa. É uma empresa onde só diminui a renda, onde o gasto é sempre superior ao faturamento e a maior despesa é com os impostos e tributos, sem que ao menos aja uma contribuição adicional, mesmo no caso desses impostos e tributos subirem de preço.

Toda essa utopia me lembrou de minha sobrinha mato-grossense, que já se tornou mulher, adulta, com ensino superior, porém, ávida, por viver a vida de sua geração. Tem ocasionado muito aborrecimento para minha irmã, que pensando sempre no seu bem estar, tem amargado longa batalha, para que minha sobrinha linda entenda o que é a vida de hoje e os perigos que se encontra nessa sociedade aloprada e desprovida de moral e amor.

Minha outra sobrinha mineira, também me deixa um pouco apreensiva. Apesar de casada e morando longe de sua terra natal, muito me preocupa. Achei seu casamento um pouco precipitado e como as coisas hoje são tão rápidas e descartáveis é que fico na torcida para que tudo dê certíssimo. As notícias não me chegam e se chegarem não corresponderá aos fatos reais. “São os velhos e bons Panos Quentes.”

Como meu filho diz: – Você não tem nada com isso! Deixe que cada um viva a vida da forma que quer e bem entende. Certíssimo esse menino!

E falando em meu filho, desistir de qualquer diálogo com ele, que não seja sobre tecnologia da informática. Falar de outra coisa ou chamar sua atenção para qualquer anormalidade que aja é comprar um aborrecimento sem tamanho. Apesar de ser um homem honestíssimo, muito trabalhador e responsável, além de sua inteligência acerbada, tentar mostrar seus erros, exageros e até mesmo a sua falta de compreensão para as coisas básicas é travar briga com o onipotente. Ele nunca esta aberto para ouvir ou discutir algo que diga exclusivamente a sua pessoa e se caso ele sobresteja para ouvir, você pode ter a certeza de que ele não esta ouvindo nada. Sempre com o seu Smartphone top de linha na mão, fazendo mil e uma coisas relacionadas à sua vida e ações trabalhistas.

E por falar em celular top de linha, ganhei de meu filho um lindo brinquedinho. Um Galaxy SII lite. Um androide para ninguém botar defeito. Ele facilita a minha vida em tudo que você possa pensar em todas as formas. Leitura, tempo, receitas, anotações, matemática, rotas, bancos etc.

Tomar uma condução para algum lugar longe ou que você jamais tenha ido e só falar com ele, que imediatamente ele traça toda a sua rota, incluindo transportes públicos, local, numeração, onde saltar onde parar e por fim como chegar sem nenhum tropeço.  Ler o seu livro favorito ou até mesmo assistir aquele filme, deitado em sua cama é muito bom. Se algo deu errado na culinária ou na costura… Lá esta seu Smartphone para te ajudar a consertar tudo sem nenhum esforço.

Eu, apesar da idade adoro a tecnologia. Aprendo muito com o filhote, que me ensina um conhecimento básico para manusear essas belezuras que a vida moderna nos apresenta a cada dia. Até mesmo a linguagens em inglês que vou memorizando a cada experiência. Nesse mundo moderno o que realmente salva é essa viabilidade da tecnologia, contribuindo muito para o dia a dia de nossas obrigações e lazer. É mesmo uma belezura!

O que realmente me deixa apreensiva, falando em Mundo Moderno é a criminalidade que vem aumentando a cada dia, num requinte bárbaro e em todas as formas possíveis e imaginárias, nos mostrando que a vida humana não passa de uma banalidade aos olhos do opositor.

Também as vertentes a origem do vício das drogas pesadas e ilícitas, que vem dilacerando a humanidade sem que aja um consenso entre a sociedade e os estado. A sociedade tem que entender que o vício é resultado de uma construção orgânica, desencadeada pelo reforço de uma relação entre estímulo e prazer química, puramente biológica.

Atacar o governo por querer fazer o seu papel na sociedade, tentando uma forma de salvar as pessoas dessa orgia química é, em meu ver, um alinhamento político para o apoio dos governos estadual e federal. É uma burrice não tentar para saber se vão dar resultados, porque como esta, pior não pode ficar.

E como a vida moderna esta cada vez mais interagindo com tudo que nos ronda, vou trocar meus implantes dentários. Há quinze anos tive um câncer que abalou alguns dentes sendo necessária a extração dos mesmos e em seus lugares os implantes. Fiquei muito assustada com os preços desses procedimentos. O valor é de um carro zero KM. Em fim, depois de muito pesquisar e tentar acertar um valor que caiba na minha carteira ou no meu soldo mensal; contratei uma clínica prestigiada, com filiais por todo o Brasil. Começo a primeira etapa de três, nessa segunda feira. É o começo de uma dolorosa e incomoda cirurgia bucal. Estou ansiosa e temerosa, pois não vou poder me afastar do trabalho. Além da dor o pior é sorrir com pinos e falta de dentes. Hehehhehehe.  Mantenho vocês informados sobre essa cirurgia bucal.

Bom… Gente amiga e querida… Vou ficando por aqui, porque quando eu começo a escrever não quero mais parar e como diz o sabe tudo aqui de casa, o povo tem preguiça de ler e se eu me estender muito na escrita, corro o risco de ninguém voar na Nave de Kika.

Fui…

Kika

About Kika

Meu nome já não importa, mais meu apelido é Kika. Sou carioca da gema, do signo de peixes. Já passei da idade dos sonhos. Por incrível que possa parecer, ainda não descobri a minha missão e no momento não estou fazendo questão. Amo a natureza e todos os seus habitantes. Gosto de ir ao cinema, ao teatro. Quase sempre escuto o bom Blues. Procuro sempre me manter ocupada, isso me faz esquecer os problemas e a solidão. Não gosto de situações aborrecidas e tediosas e muito menos ter que ser simpática quando não o quero ser e nunca me importo com o que falam de mim ou pensam ao meu respeito. Sou direta e nunca faço rodeios. Tenho vários defeitos e não faço questão de corrigi-los. Sou assim e pronto! Desejo que você goste da minha NAVE e qualquer contato é só deixar o seu recado que eu retorno. Muita paz a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>