A Nave de Kika literalmente é a casa dos sonhos é fácil de manobrar e pode navegar sobre qualquer tipo de terreno, como água, neve, lama e terra, entre outros.  Claro! Vez ou outra ela viaja pelo universo pousando em algum lugar na via Láctea. Na velocidade da luz. Quando isso acontece, Kika passa semanas e ate mesmo meses distante e ninguém percebe pela rapidez de sua locomoção. O interior da nave é de cor lilás, a cor metafísica, a cor da alquimia e da magia. Essa cor é vista como a cor da energia cósmica e da inspiração espiritual. Tudo isso dito e assegurado por Kika a proprietária. Tudo que nela contem é pratico. A sala é bem pequena, decorada com tules variados de cores lilás, rosa e passando pelo azul claro, o quarto é bastante aconchegante, onde da enorme janela pode-se avistar todo aglomerado de bilhões de estrelas que obviamente a Kika sabe perfeitamente reconhecer entre tantas as sua estrelinhas amigas e diante da tantas amigas não é necessário rede elétrica.  A cama é uma confortável poltrona branca de tecido de algodão que inclina suavemente deixando seu corpo na posição de repouso. Segunda Kika na há tempo hábil para dormir uma noite inteira. Cozinha propriamente dita não existe apenas uma kitchenette, para um refresco ou um chá de ervas que proporciona um doce bem estar, que é colhido em Netuno o planeta azul do mesmo modo a cor do chá. Claro! A água entra em ebulição em mártir, que a Nave se locomove numa rapidez assustadora. Poderia até ir ao Sol que até é mais perto, para ferver a água mais Kika disse que o Sol não gota de prestar esses favores. Ao lado há um corredor bem largo, por toda a extensão há uma espécie de quadro negro luminoso, muitos grafites, e uma caneta especial tipo neon com que Kika faz suas anotações das mais variadas. Desde uma receita culinária até poesias, músicas, literatura, ingratidões recebidas, tristezas, amores, alegrias, felicidades. Tudo com muito esmero, datado, sublinhado e a identificação do lugar no espaço onde sua Nave Casa estava pousada. Há relatos de fatos surpreendentes, casos verídicos, acontecimentos, suposições e ate mesmo adivinhações. Contém também um grande MP3 um back Office de intermináveis conversas com seres interplanetários incluindo uma maravilhosa, intrigante e inacreditável conversa com o criador de toda a galáxia. Contém fotos de todos os planetas que orbitam em torno do Sol incluindo a Terra e sem mencionar os Planetas Anões, a Lua e os Anéis, os Corpos Menores, pois ficaria uma lista interminável. Há mais um habitante nessa Nave, um ser assexuado, de pele clara, esguio, de olhos amendoados e de cor que passa do verde para o amarelo. É um ser risonho, gentil, cabelos alaranjados, arrepiados e vestindo uma jardineira de um tecido opaco, inacreditavelmente da cor lilás. Kika adiantou-se em apresentá-lo. Tratava-se de um ser nascido de um corpo celeste enviado especialmente para seu auxílio na Nave Casa. Um ser estudioso, de inteligência superior, que entende dos designo do criador e da criatura. Auxilia nas escritas, na clareza das obscuridades, nas intuições, nos desafios. Decifra o bem e o mal, aconselhador. Entende perfeitamente o perdão e o perdoado. Um ser da irmandade da alma e de leveza espiritual. É um ser transcendental, onipotente, onisciente.

Diante desse currículo; mal consegui estender a mão e cumprimentá-lo. Senti uma sensação de dúvidas, arrependimentos, e um impacto fazendo recuar meu corpo inteiro.  Ao segurar a mão daquele ser indefectível gerou uma onda de calor em forma de espiral, que subiu dos meus pés ate a minha cabeça. Fui invadida por uma essência subliminar que penetrou meu coração me deixando meio tonta impedindo-me de escutar o seu nome. Ao fazer menção de me apresentar, ele sorriu alto e disse: Não serão necessárias apresentações, conheço cada ser de toda a Galáxia, do mundo inteiro. Tenho doutorado sobre a Vida e a Morte. Trabalhei na arquitetura de tudo que existe em todos os planetas, estudei profundamente cada célula vivente e conheço a natureza humana. Nesse momento houve um baque, um tranco, porem suave, como um avião que pousa. Kika levantou-se de sua poltrona branca, ajeitou os cabelos e disse: – A Nave Casa já chegou á Terra. Até a próxima viagem Sr. Elion, voltarei muito em breve, vou passar uns dias na casa de meu filho. Cuide de tudo e atenda ao telefone, pode ser o Miguel ou Rafael querendo dar alguma notícia. No que ele respondeu prontamente: – Fique tranqüila, vou descansar um pouco. Fênix e Reneb me avisarão de qualquer eventualidade. Abraçaram-se demoradamente e silenciosamente. Quando percebi já estava em meu quarto:

Amado leitor, sei que você não vai acreditar nessa viagem pela Galáxia na Nave casa de Kika. Pode crer que é a mais pura veracidade. E se você também quer conhecer e viajar na Nave Casa de Kika é só sonhar, amar e ser feliz. Logo você estará na sala Lilás e poderá ver as estrelas da poltrona branca de algodão e conhecer pessoalmente o SER de jardineira Lilás!

Kika

About Kika

Meu nome já não importa, mais meu apelido é Kika. Sou carioca da gema, do signo de peixes. Já passei da idade dos sonhos. Por incrível que possa parecer, ainda não descobri a minha missão e no momento não estou fazendo questão. Amo a natureza e todos os seus habitantes. Gosto de ir ao cinema, ao teatro. Quase sempre escuto o bom Blues. Procuro sempre me manter ocupada, isso me faz esquecer os problemas e a solidão. Não gosto de situações aborrecidas e tediosas e muito menos ter que ser simpática quando não o quero ser e nunca me importo com o que falam de mim ou pensam ao meu respeito. Sou direta e nunca faço rodeios. Tenho vários defeitos e não faço questão de corrigi-los. Sou assim e pronto! Desejo que você goste da minha NAVE e qualquer contato é só deixar o seu recado que eu retorno. Muita paz a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>