Cadê o baseadinho para eu fumar aqui agora?

Quem frequenta shows de Rock e Blues, assim como eu já frequentei muito, sabe que é certo a maconha correr pelo povão, exatamente como a bebida alcóolica que também acarreta muitas brigas, fazendo mais estragos que a própria maconha.

De forma nenhuma faço apologia a qualquer droga e sou contra também a bebida alcoólica por vivenciar atitudes violentas por causa da embriagues.

Aprecio muito a cantora Rita Lee e fui a muitos shows de Rita Lee e posso afirmar que Rita Lee sempre arranja uma polêmica para ficar na mídia.

Rita é uma artista fantástica e em minha opinião não havia necessidade desse comportamento ativista, passando por cima da lei e da ordem. Talvez por ter vivido muitas experiências das mudanças políticas e sociais, que facilitou para que toda uma geração que hoje faz o que quer.

Como Rita mesmo disse em seu depoimento- Agiu movida pelo “Calor das Emoções”.

Também acho!

Mais o que não foi legal, é a agressão verbal com que ela se dirigiu aos Policiais que estavam cumprindo o seu dever, e segundo a mídia a própria cantora pediu policiamento para o seu Último Show ou o Show de despedida do palco.

Acho que valorizar e respeitar a Policia é começo para manter a ordem, o cumprimento das leis e a paz na sociedade. No Estado Democrático de Direito a Policia Militar adquire o papel de parceiros da sociedade e agentes dos direitos humanos. Vejo-os como amigos da cidadania. Rita ainda vive o ranço da ditadura arremetida dos fantasmas do passado.

Vendo os vídeos do “Calor das suas Emoções”, não achei que os policiais estivessem agindo com truculência e até percebi a inteligência e frieza do comando policial que corria o risco do poder de influência da roqueira, correndo o risco de incitar o público, ocasionando um desdobramento pior.

Não foi legal a atitude da roqueira diante do governador local, Marcelo Déda que a prestigiou com a sua presença, e deixou o recinto ultrajado. O respeito também faltou quando a vereadora Heloísa Helena já aguardava a cantora na delegacia para defendê-la.

Qualquer outro cidadão estaria preso por desacato às autoridades.

Por causa de um baseadinho que muitos estão submergidos no vício do carque!

Rita já anunciava o seu afastamento dos palcos por motivo de saúde, mais não da música e conseguiu um lamentável show que marcou sua aposentadoria.

Cagou de vez!

Acho que a maconha não era de boa qualidade.

Kika

About Kika

Meu nome já não importa, mais meu apelido é Kika. Sou carioca da gema, do signo de peixes. Já passei da idade dos sonhos. Por incrível que possa parecer, ainda não descobri a minha missão e no momento não estou fazendo questão. Amo a natureza e todos os seus habitantes. Gosto de ir ao cinema, ao teatro. Quase sempre escuto o bom Blues. Procuro sempre me manter ocupada, isso me faz esquecer os problemas e a solidão. Não gosto de situações aborrecidas e tediosas e muito menos ter que ser simpática quando não o quero ser e nunca me importo com o que falam de mim ou pensam ao meu respeito. Sou direta e nunca faço rodeios. Tenho vários defeitos e não faço questão de corrigi-los. Sou assim e pronto! Desejo que você goste da minha NAVE e qualquer contato é só deixar o seu recado que eu retorno. Muita paz a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>