Uma estrela que não aguentou o brilho!

Lamento profundamente o falecimento de Amy Winehouse, hoje (23/07) em Londres. Eu já havia comentado aqui neste mesmo blog, (http://navedekika.com/2010/08/amy-winehouse-vitima-ou-fatalidade/) sobre as qualidades musicais de Amy e também as suas loucuras de comportamento psicológico.

Amy tinha tudo para ser feliz e próspera financeiramente divido ao seu talento musical que a tornou um dos maiores ícones da música britânica com o seu segundo álbum “Back to Black”.

Comentei sobre o meu receio de Amy estar buscando um caminho sem volta e como muitos outros ícones, Amy também partiu.

É muito triste ver pessoas talentosas, que por atos extravagantes e alucinados, pedem socorros notoriamente, escritos em suas músicas ou em suas aberrações físicas. Talentos como tantos outros que já estão na “Outra Pátria”, que não souberam lidar com seus traumas de infância, com seus familiares igualmente desajustados e como a fama repentina e absurdamente rendável.

Uma mulher de 27 anos que tinha ainda sonhos e realizações que foram interrompidos pela estupidez do vício das drogas, da incapacidade de cumprir regras dentro de uma sociedade e de se ver como um talento, usando seus frutos bons para uma vida melhor, ofertando também, dignidade, como trabalho, para toda a sua equipe e naturalmente seus familiares, fazendo assim uma corrente do bem.

Amy perdeu a chance de ser ovacionada, não só pela qualidade de suas músicas, por ter sido mais uma mulher a conquistar o mundo com seu belíssimo trabalho, exemplando assim aos seus fãs que tudo se realiza quando acreditamos em nós mesmos e usamos todos os dons oferecidos por Deus.

Para Amy não restou nada. Tudo conquistado as duras da embriaguez agora será distribuídos para quem de direitos for. Ficam somente suas músicas, que terá um recorde de venda, exatamente por motivo de seu falecimento, enriquecendo assim seus familiares, algozes e assessores. Perdeu a chance de constitui família e ver seus herdeiros crescerem e quem sabe seguir a carreira talentosa de sua mãe.

Que Deus em sua sabedoria tenha piedade de você e não olhe para seus erros e receba sua alma entre a glória dos anjos cantando um jazz a sua moda.

 

 

Kika

About Kika

Meu nome já não importa, mais meu apelido é Kika. Sou carioca da gema, do signo de peixes. Já passei da idade dos sonhos. Por incrível que possa parecer, ainda não descobri a minha missão e no momento não estou fazendo questão. Amo a natureza e todos os seus habitantes. Gosto de ir ao cinema, ao teatro. Quase sempre escuto o bom Blues. Procuro sempre me manter ocupada, isso me faz esquecer os problemas e a solidão. Não gosto de situações aborrecidas e tediosas e muito menos ter que ser simpática quando não o quero ser e nunca me importo com o que falam de mim ou pensam ao meu respeito. Sou direta e nunca faço rodeios. Tenho vários defeitos e não faço questão de corrigi-los. Sou assim e pronto! Desejo que você goste da minha NAVE e qualquer contato é só deixar o seu recado que eu retorno. Muita paz a todos!

One thought on “Uma estrela que não aguentou o brilho!

  1. miriangela

    Realmente foi uma perda lastimável, uma menina de voz maravilhosa, ótima compositora, linda (apagando os borroes, ajeitando direito cabelo e maquiagem ) com músicas lindas, era o retorno do legítimo jazz, soul, e até mesmo o blues. Que os anjos e o senhor a acolha .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>