O soro caseiro e a enfermeira do hospital particular

Meu filhão esteve adoentado no mês passado. Contraiu Dengue e logo depois uma pneumonia. No hospital particular, meu filho ficou internado para fazer vários exames, incluindo os exames de sangue para controlar as plaquetas sanguíneas. O médico me orientou da importância da ingestão de muito líquido, como água, suco de frutas, com exceção de algumas que ele relacionou. Também, me orientou para quando ele viesse para casa continuar com o soro caseiro.

O médico encaminhou meu filho para a enfermaria para ficar no soro, pois devido à febre alta e a diarreia estava um pouco desidratado. A enfermaria esta cheia, duas enfermeiras bem zangadas e troncudas, andava de um lado para outro fazendo os procedimentos para cada paciente.

Fiquei pensando no soro caseiro e como meu filho já era adulto pensei que a dosagem seria diferente para adulto. Então, decidi perguntar para a enfermeira que estava colocando meu filho no soro, qual era a fórmula do soro caseiro.

Ela tomou um susto, deu dois passos para trás e falou baixinho que não sabia a fórmula do soro caseiro, virou de costa e saiu andando.

Gente!!!! O que é isso!

Me ajuda ai ô!

Não deixei barato. Fiquei em pé e falei alto e bom som para que todos escutassem:

– Você não sabe a fórmula do soro caseiro? Que tipo de enfermeira você é?

Ela parou no meio do caminho, me fuzilou com aqueles olhos negros, enfiados no rosto gordo e saiu andando sem me dar uma resposta plausível.

As mães, Paes e afins começaram a comentar geral e acharem um absurdo que uma enfermeira não soubesse a fórmula do soro caseiro.

Logo a enfermeira troncuda voltou e muito arrogante, soltou essa pérola aos berros para mim:

– Olha aqui mãe, eu não sei a fórmula do soro caseiro porque eu sou enfermeira de hospital particular e não de hospital público. Isso é coisa de enfermeira de Posto de saúde.

– Que??????  Como Assim??????

Então perguntei:

– Ao entrar para a faculdade ou curso técnico de enfermagem você escolhe, se é para hospital particular ou hospital público?

Nesse momento meu filho já havia acessado o a internet pelo celular e no “Santo Google” ele puxou a formula do soro caseiro que eu li bem alto e em bom tom para todos ali presente, incluindo as duas enfermeiras.

Depois de quinze dias voltamos ao hospital para nova retirada de sangue para o controle das plaquetas e novos exames de RX do pulmão. Quando estávamos na recepção do hospital esperando nos chamarem a dita cuja da enfermeira nos viu e desapareceu rapidamente pelos corredores do hospital.

Queridos leitores, é sabedor que o curso de enfermagem possibilita atuação nas seguintes áreas:

Enfermagem geral, geriátrica, médico-cirúrgica, obstétrica, pediátrica, psiquiátrica, resgate, trabalho e saúde pública. E as disciplinas do curso de enfermagem, também incluem aulas sobre Fisiologia e Bioquímica.

Porém, uma enfermeira seja de qualquer área não saber a fórmula do soro caseiro Isso não pode!

Qualquer mãe, rica ou pobre, sabe a fórmula do soro caseiro.

Agora eu entendo porque a auxiliar de enfermagem que aplicou vaselina ao invés de soro na menina Stephanie dos Santos Teixeira, de 12 anos na zona norte da capital paulista.

Esse é o saldo dos profissionais formados no Brasil.

 

Ao pesquisar na internet descobri que agora o soro já é distribuído pronto nos Postos de Saúde. Essa informação eu peguei no site www.medicina.ufmg.br/az/d.htm – pediatria de A/ Z.

Nota: O melhor soro é o Soro para Reidratação Oral -SRO (OMS-1971), distribuído nos Centros de Saúde e dos quais deve haver sempre alguns pacotinhos na Creche ou Escola, ou na casa de crianças que frequentemente têm diarreia. As mães devem ser ensinadas a usar com seus filhos e com os dos vizinhos. Um pacote é dissolvido em um litro de água filtrada (ferver a água e esperar esfriar pode significar atraso no início da TRO) e contém 3,5 g de cloreto de sódio, 2,9 g de citrato de sódio dihidratado, 1,5 g de cloreto de potássio e 20,0 g de glicose. O soro caseiro tem 40 g de sacarose, que se desdobra em 20 g de frutose e 20 g de glicose – somente essa é útil na absorção do sódio. O SRO tem 310 mOsm, e 90 Milimoles/l de sódio. Fórmulas comerciais só devem ser usadas se forem do tipo “90”, com fórmula semelhante ao SRO da OMS. Deve-se estimular a continuidade da alimentação, especialmente em lactentes e desnutridos. Crianças maiores toleram ficarem as primeiras horas de TRO somente com soro. Ë importante orientar o volume de soro que a criança deve receber – como orientação inicial, 50 a 100 ml/kg em seis horas.

 

Kika

About Kika

Meu nome já não importa, mais meu apelido é Kika. Sou carioca da gema, do signo de peixes. Já passei da idade dos sonhos. Por incrível que possa parecer, ainda não descobri a minha missão e no momento não estou fazendo questão. Amo a natureza e todos os seus habitantes. Gosto de ir ao cinema, ao teatro. Quase sempre escuto o bom Blues. Procuro sempre me manter ocupada, isso me faz esquecer os problemas e a solidão. Não gosto de situações aborrecidas e tediosas e muito menos ter que ser simpática quando não o quero ser e nunca me importo com o que falam de mim ou pensam ao meu respeito. Sou direta e nunca faço rodeios. Tenho vários defeitos e não faço questão de corrigi-los. Sou assim e pronto! Desejo que você goste da minha NAVE e qualquer contato é só deixar o seu recado que eu retorno. Muita paz a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>