hóspedes indesejáveis

Já não sei mais o que faço para acabar com tantos insetos que insiste em morar na minha casa.

Digo para meu filho que a nossa casa foi (castigada) presenteada com as “Dez pragas do Egito.”

Você amigo leitor me dirá para chamar uma empresa de dedetização.

Claro! Seria a forma de exterminar de vez todos esses hóspedes indesejáveis.

Porém, não estou com dindin pra isso.

Primeiro foram ás baratas. Sim, aquelas miudinhas que chamamos de Francesinha. (Porque será hein?) Foram logo exterminadas pegando carona na dedetização do condomínio.

Depois foram lacraias que do nada apareciam no Box do banheiro.  Essas foram fáceis exterminar. Meu porteiro calafetou todas as brechas e vãos que havia entre os azulejos e limpou os ralos com creolina e água fervente.

Passando algum tempo vieram os cupins. Fala sério! Destruíram todo o meu guarda-roupa e algumas portas. Esse não teve jeito.  Tive que retirar todo o móvel e dedetizar mesmo para não passar para os móveis novos.  (Leia o post – nosso-soldado-romano-coitado-morreu )

Pensando em respirar aliviada vieram as aranhas. Aquelas miudinhas que fazem suas teias por todo o canto da casa e teimavam em tecer no armário onde guardo os copos. Incrível! Essas eu exterminei com o famoso MAFÚ.

Logo em seguida os mosquitos. Vixi do céu! Cada mosquitão de fazer inveja a qualquer ser voante.  E toma de pulverizar multi inseticida. Todas em aerossol que vocês possam conhecer.

Compramos dúzias de raquetes, dessas que vende nos camelôs e ficávamos feitos loucos agitando as raquetes no ar. Mais conseguimos combater  as mosquitadas. Hoje uso aquelas inseticida de tomada.

Pensando que estava tudo resolvido vieram umas borboletinhas miúdas, umas pretinhas, outras meio cinza e algumas esverdeadas. Essas minha gata se encarregou delas. Nunca mais apareceram.

Pensando que estava tudo acabado, chegaram essas miseráveis formigas.

Não podemos deixar nada, absolutamente nada fora da geladeira que elas fazem a festa. A colônia é tão grande que qualquer alimento torna-se negro, de tanta formiga. O que achamos bizarro é que elas adoram pizzas, carne, macarrão, ração da gata, refrigerantes e ate mesmo sabonetes.

Quando eu era criança, minha mãe colocava o açucareiro dentro de um pote com água por causa das formigas. Quando eu perguntava para que a água, minha mãe respondia que as formigas adoram açúcar e elas detestavam água. Então colocando a água elas não entravam no açucareiro.

Como assim?

Aqui em casa elas comem de tudo um pouco e acreditem que a pizza é a preferida delas.

É formiga pra todos os lados. É só ter um olhar mais atento é lá estão elas passeando pela casa como donas. Anda pelas mesinhas de cabeceiras, tela do computador, nossos óculos, nossos travesseiros, copos, pratos, toalhas de banho e por ai afora. Elas fazem fila indiana em volta da geladeira procurando um meio de entrar. Já descobriram que ali é o Oásis dos Alimentos.

Meu filhote, paciente que é, comprou essas bisnagas tipo uma seringa que expelem uma geléia branca. Passou algumas madrugadas em claro, para ver de onde elas vinham e para onde elas iam e ia colocando a tal geleca no caminho.

Complicado né? Mais eles  fez isso por algumas noites.

É paliativo. Somem por alguns dias e depois…. Ói nóis aqui traveis.

O Chato é que para fazer as nossas coisas banais de todos os dias temos que estar de óculos, pois, corremos o risco de bebermos água com formigas, tomar banho com o sabonete cheio de formigas, comermos o pão nosso de cada dia cheio de formigas.

Bom! Até agora são Sete pragas do Egito.

Pensando bem, resolvemos não nos arriscarmos para ver quais seriam as outras três pragas que faltam. Vamos logo chamar uma empresa de dedetização, dessas que exterminam dezessetes pragas de uma vez só e tentar dividir em quantas vezes foram possíveis.

Estou com muito medo de acordar fora da minha cama e estar dentro de uma colônia de formigas sendo o prato principal para a rainha.

Tô fora!

Kika

About Kika

Meu nome já não importa, mais meu apelido é Kika. Sou carioca da gema, do signo de peixes. Já passei da idade dos sonhos. Por incrível que possa parecer, ainda não descobri a minha missão e no momento não estou fazendo questão. Amo a natureza e todos os seus habitantes. Gosto de ir ao cinema, ao teatro. Quase sempre escuto o bom Blues. Procuro sempre me manter ocupada, isso me faz esquecer os problemas e a solidão. Não gosto de situações aborrecidas e tediosas e muito menos ter que ser simpática quando não o quero ser e nunca me importo com o que falam de mim ou pensam ao meu respeito. Sou direta e nunca faço rodeios. Tenho vários defeitos e não faço questão de corrigi-los. Sou assim e pronto! Desejo que você goste da minha NAVE e qualquer contato é só deixar o seu recado que eu retorno. Muita paz a todos!

2 thoughts on “hóspedes indesejáveis

  1. miriangela

    E o nosso famoso cravo da Índia, já se esqueceu ? Faça um chá com os cravos e borrife pela casa toda, e também espalhe os cravos nas pias,fogões, em cima da geladeira, enfim, por onde elas costumam passear, é tiro e queda, vc. mesmo me ensinou , esqueceu ? É bater e valer !

  2. That’s a smart answer to a difficult question.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>