O Rei Roberto Carlos

Sábado (25/12) Fui ao show do Rei Roberto Carlos na Praia de Copacabana. Tive o privilégio de ficar no Copacabana Palace Hotel, por conta do meu trabalho, fugindo da multidão que chegava mais ou menos a um milhão de fãs.

Cheguei cedo para poder entrar com os colegas de trabalho que estavam de plantão naquela noite e deparei com uma confusão generalizada.

Moradores revoltados não puderam chegar as suas casas e seus carros não puderam entrar ou sair do bairro. Pensar que ali é um dos IPTUS mais caros.

A Operação Choque de Ordem rebocava até carros de moradores e muitos camelos e flanelinhas foram presos.

Da varanda do Copacabana Pálace eu assistia a toda confusão e o mar de gente se acampando na beira do palco, (que chamamos de Gargarejo)  para ter uma visão melhor do Rei. Saia até tapas por um lugar melhor.

Lembrei que algum tempo atrás postei uma matéria com o título “Culto da Igreja Universal na Enseada de Botafogo, onde os moradores, a mídia e a Prefeitura do Rio de Janeiro, criticaram muito, pela confusão que se estabeleceu nos bairros naquele dia.

A saber, o show de Roberto Carlos não ficou atrás e superou qualquer confusão até mesmo nos dias de carnaval. Sendo o rei Roberto Carlos o povo aceitou e aderiu. Afinal um show de Roberto Carlos não é todo dia que se tem de graça na mais linda praia do Rio de Janeiro.

Rei a parte… Sou contra o direito de qualquer cidadão de ir vir, principalmente quando tange a sua moradia e/ou trabalho, transtornando a rotina de qualquer pagante dos impostos. Sendo Roberto Carlos a maioria do povão aceitou e acatou ao contrário do show gospel da Enseada de Botafogo, também zona sul do Rio de Janeiro.

Não pude ver o Rei no Hotel, mais vi quando ele se dirigia na ponte que saia do hotel até o palco montado na praia. Roberto Carlos mancava muito, tinha um ar tristonho e muito envelhecido. Seus assessores, seguranças, secretários e afins, eram em grandiosos números, reservando três andares inteiros do Copacabana Palace. É gente pra dedéu.

A quantidade de artistas globais também era imensa e pude ver na sala vip muitos deles que eu me surpreendi por ser bem diferente do que vemos na TV. Podem ter certeza que a maioria era uns tribufus.

A primeira música que o rei cantou foi Emoções que levou o público a um delírio, levando muitos fás ao desmaio literalmente.

Com a dupla Bruno & Marrone, Roberto desafinou, não alcançando o tom de voz da dupla, por ter a voz baixa e fraca. Com a cantora Country-Sertaneja, Paula Fernandes, afinadíssima por sinal, Roberto quase desmaiou, o que foi percebido pela cantora que se preocupava em amparar Roberto apertando suas mãos, mais não pode evitar quando Roberto quase derrubou o microfone no chão.

Para mim a melhor apresentação foi do grupo “Exalta Samba”, cantando o samba enredo,  que concorreu e perdeu, na homenagem que a escola de samba Beija Flor fará ao rei.

A maioria do público fã de Roberto Carlos era de pessoas de meia idade e idosas e por conta disso foi grande os atendimentos médicos.

O povão fica ensandecido!

Roberto comunicou ao público sobre as dores que estava sentindo no joelho, que segundo ele foi um acidente de moto. Particularmente, acho que o caso é bem maior do que o Rei comunicou aos seus fãs. Havia sofrimento intenso na expressão do Rei e após o show, Roberto Carlos deixou o palco aos prantos desmaiando nos braços de seus assessores e equipe médica.

Bom profissional que é ainda segurou duas horas de show sobre muitos analgésicos.

É exatamente pelo profissionalismo que muitos artistas acabam morrendo por excesso de drogas.  Um famoso e querido do público não pode ter o luxo de ficar em casa se tratando de qualquer irregularidade médica e cada vez vão abusando de remédios e entorpecentes.

Longe de mim, dizer ou afirmar que Roberto Carlos é assim, mais muitos de nossos queridos ídolos acabam exatamente drogados. Seja qualquer tipo de droga que for. Tudo em excesso acaba estragando ou matando.

Esse é o preço alto da fama!



Kika

About Kika

Meu nome já não importa, mais meu apelido é Kika. Sou carioca da gema, do signo de peixes. Já passei da idade dos sonhos. Por incrível que possa parecer, ainda não descobri a minha missão e no momento não estou fazendo questão. Amo a natureza e todos os seus habitantes. Gosto de ir ao cinema, ao teatro. Quase sempre escuto o bom Blues. Procuro sempre me manter ocupada, isso me faz esquecer os problemas e a solidão. Não gosto de situações aborrecidas e tediosas e muito menos ter que ser simpática quando não o quero ser e nunca me importo com o que falam de mim ou pensam ao meu respeito. Sou direta e nunca faço rodeios. Tenho vários defeitos e não faço questão de corrigi-los. Sou assim e pronto! Desejo que você goste da minha NAVE e qualquer contato é só deixar o seu recado que eu retorno. Muita paz a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>