As cartinhas para o “Papai Noel dos Correios”

Passei alguns anos de muitas dificuldades, porém, esse ano que finda, veio a respostas de algumas realizações que encantei mentalmente e me dediquei no trabalho duro.

Agradecendo as realizações a minha meta para o final do ano, seria com as crianças. Sim! Crianças que não conheço mais que vivem em total dificuldade pelo interior do nosso imenso Brasil.

Passei uma tarde inteira, lendo as centenas de cartas, escritas por crianças e enviadas ao “Papai Noel dos Correios”.

Eram as mais diversas cartinhas, com letras caprichadas e desenhos maravilhosos, trazendo pedidos inusitados para crianças da idade escolar.

Algumas crianças pediam cestas básicas, outras, cirurgia para a mãe e trabalho para o pai. Material escolar, uniformes, remédio para o cachorro, telhas para que não mais chovesse na casa, brinquedos para o irmão menor, tratamento dentário e até mesmo remédio para a cura da enfermidade de seus pais.

No Correio uma mesa redonda e a caixa com as cartinhas no centro. Sentávamos e íamos lendo aleatoriamente as cartinhas ricas em detalhes e desenhos caprichados da família, incluindo o animal de estimação. Era difícil controlar as lágrimas diante dos pedidos e relatos, dessas criaturas miúdas e já sofridas.

Eu pude sentir que a pesar da vida dura e miserável, ainda existia a magia do Natal. A esperança de serem atendidos por Papai Noel, que, em algumas cartinhas era confundido com Deus.

Deus Papai Noel!

Não consegui de imediato me decidir por qual criança eu iria apadrinhar. Todas tinham o mesmo peso e a mesma medida.

Dois dias depois me decidi por Isabela de oito anos, que por ética não vou mencionar o sobrenome, que mora no interior de João Pessoa na Paraíba.

Isabela pediu ao Papai Deus, uma boneca que ela chamava de “boneca iluminosa”, que foi difícil eu saber a qual boneca ela se referia como Iluminosa. Cadernos de capas coloridas para a escola, um ursinho de pelúcia para seu irmão menor, pois o dele havia sumido na última enchente e docinhos gostosos para a ceia de Natal.

Também, escolhi um menino de nove anos chamado Jorginho, que é do Maranhão, para meu filho apadrinhar. Jorginho pedia um Skate e uma cesta básica, incluindo bombons para o seu avô.

Gente!!!!! É de cortar o coração.

Fui à procura da tal “boneca iluminosa” que vim a descobrir ser a Boneca Polly, acompanhada de uma torre iluminada que é um Shopping, com luzes, cascatas, escadas rolantes e discotecas.

Confesso a vocês que não foi baratinho, mais dividi no cartão sem culpa nenhuma. Também comprei o material completo para a escola e uma cesta básica e um belo ursinho Panda de pelúcia para seu irmãozinho. Só não pude enviar os docinhos gostosos por serem perecíveis.

Já o Skate do Jorginho me deu trabalho. Foi difícil encontrar um Skate de acordo com a idade dele para que não houvesse nenhum acidente. Encontrei um da cor abóbora lindo, cheio de emblemas e adesivos. Igualmente mandei a cesta básica. Os bombons para o seu avô, igualmente não pude mandar por também serem perecíveis.

Na noite de Natal, sentados a mesa farta de um Hotel cinco estrelas, meu filho e eu, tentamos imaginar a alegria dessas duas crianças ao abrirem os seus presentes.

Em um silêncio profundo, lágrimas brotaram de nossos olhos. Uma imensa vontade de conhecer essas crianças e amparar em nossos braços com carinho e dizer a cada um deles.

– “Deus Papai Noel te abençoe!”

Kika

About Kika

Meu nome já não importa, mais meu apelido é Kika. Sou carioca da gema, do signo de peixes. Já passei da idade dos sonhos. Por incrível que possa parecer, ainda não descobri a minha missão e no momento não estou fazendo questão. Amo a natureza e todos os seus habitantes. Gosto de ir ao cinema, ao teatro. Quase sempre escuto o bom Blues. Procuro sempre me manter ocupada, isso me faz esquecer os problemas e a solidão. Não gosto de situações aborrecidas e tediosas e muito menos ter que ser simpática quando não o quero ser e nunca me importo com o que falam de mim ou pensam ao meu respeito. Sou direta e nunca faço rodeios. Tenho vários defeitos e não faço questão de corrigi-los. Sou assim e pronto! Desejo que você goste da minha NAVE e qualquer contato é só deixar o seu recado que eu retorno. Muita paz a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>