A Bunda

A bunda, que engraçada.
Está sempre sorrindo, nunca é trágica.

Não lhe importa o que vai
pela frente do corpo. A bunda basta-se.
Existe algo mais? Talvez os seios.
Ora — murmura a bunda — esses garotos
ainda lhes falta muito que estudar.

A bunda são duas luas gêmeas
em rotundo meneio. Anda por si
na cadência mimosa, no milagre
de ser duas em uma, plenamente.

A bunda se diverte
por conta própria. E ama.
Na cama agita-se. Montanhas
avolumam-se, descem. Ondas batendo
numa praia infinita.

Lá vai sorrindo a bunda. Vai feliz
na carícia de ser e balançar
Esferas harmoniosas sobre o caos.

A bunda é a bunda
redunda.

Carlos Drummond de Andrade

Kika

About Kika

Meu nome já não importa, mais meu apelido é Kika. Sou carioca da gema, do signo de peixes. Já passei da idade dos sonhos. Por incrível que possa parecer, ainda não descobri a minha missão e no momento não estou fazendo questão. Amo a natureza e todos os seus habitantes. Gosto de ir ao cinema, ao teatro. Quase sempre escuto o bom Blues. Procuro sempre me manter ocupada, isso me faz esquecer os problemas e a solidão. Não gosto de situações aborrecidas e tediosas e muito menos ter que ser simpática quando não o quero ser e nunca me importo com o que falam de mim ou pensam ao meu respeito. Sou direta e nunca faço rodeios. Tenho vários defeitos e não faço questão de corrigi-los. Sou assim e pronto! Desejo que você goste da minha NAVE e qualquer contato é só deixar o seu recado que eu retorno. Muita paz a todos!

One thought on “A Bunda

  1. miriangela

    Sei que vc.dirá , o que tem o artigo da bunda acima, com o desabafo que lhe peço permissao para fazer atraves do seu blog, , mas é que é muito parecido kkkk.No reality(?) a fazenda, uma participante , Lisi , torceu o pé numa competição, e está com uma bota ortopedica, há mais ou menos l5 dias (acho) se não tem tá quase. Só que a competição já está caminhando para reta final, faltam se não me engano, um mes e pouquinho, então a lady está de botinha prá lá e prá cá manquitolando, não faz as tarefas da fazenda, só tarefinha fácil, lavar louça, tirar uma mesa etc etc, enquanto isso , a turma rala, inclusive fazendo as tarefas que a ela seriam destinadas, ora se isso é um jogo, uma competição, se o atleta se machuca , o que o técnico faz ? tira do jogo, e acho sinceramente, acho que seria mais lícito, se a Record tomasse essa providencia, não acho justo ela chegar a final , com esse pézinho contundido, já deu tempo de sobra dessa boneca se curar, tenho os 2 tornozelos torcidos, que não foram tratados, pois tinha que trabalhar para sustentar meu filhos, e não podia me dar ao luxo de ficar imobilizada em casa, prá depois perder o emprego, e faço coisa que até Deus duvida, lavo, passo, cozinho , cuido de cães, vou ao sacolão a pé,venho com sacolas e de quebra, tenho problemas de coluna, joelho , sou obesa e caminhando para a idade do só faço se quiser, to nem aí , do pqp. e outras tantas coisas que só nessa idade nos é dado o direito, então, por que a bonitona, novinha, pernuda, bunduda tem que ficar de visita, acorda Record, toma vergonha na cara e façam o que tem que ser feito, bota a doente prá fora, não é assim aqui no Brasil ? Tá doente , rua, velho, rua, gordo, rua, feio, coitado nem entra, negro, rua , gay, rua , pois é , voces vão dizer, bem não é assim, não é motivo para “coitadinha “sair, mas tenho certeza se fosse eu, ou um dos excluidos mencionados acima já estaria longe, é o tal negócio, mesmo peso e medidas diferentes, thanks, bye, fuiiiiiiii.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>