Polícias Militares de caráter dúbios.

Capitão lauro catarinoOs capitães da PM do Rio – Lauro Moura e Marcelo Queiroz dos Anjos – estamparam essa semana as páginas dos jornais e rede televisivas, quando da prisão em flagrante, acusados de integrarem uma quadrilha que praticavam furto de cabos de telefonia.

O que esta acontecendo com a Polícia Militar?

Tantos casos envolvendo militares em crimes, quando na verdade esses profissionais deveriam, proteger os cidadãos e fiscalizarem para que seja cumprida a lei e a ordem na sociedade como um todo.

O que esta levando esses militares, no caso, esses dois capitães, já no patamar de oficiais, a se debandarem para o caminho do crime, quando deveriam cuidar, proteger e liderar a população, cumprindo muitas vezes, com a própria vida, os juramentos na defesa da sociedade?

O sarcasmo nisso tudo é saber que o Capitão Lauro Moura Catarino, também juiz militar, era um dos integrantes na Auditoria Militar do Estado, no Conselho Permanente de Justiça, que julgava os dois policiais militares, acusados do crime de corrupção no caso do atropelamento do filho da atriz Cissa Guimarães. Dois na contramão da lei! Bandido defendendo bandido?

Como é isso gente?! O que esta havendo com a ética e a moral da humanidade?

Seria índoles criminosas, ingressando na instituição, possibilitando o porte de arma, carteira de autoridade policial e acima de qualquer suspeita?

Como poderemos confiar nossas vidas, a uma polícia, que tem o dever de proteger, sem sabermos, se esse ou aquele atraiçoa seus compromissos e juramentos e muitas vezes também são integrantes de quadrilhas de meliantes?

Como ficam o país a mercê de uma Instituição Policial, que em processo de seleção, integram policiais corruptos, de caracteres duvidosos?

Como podemos confiar num policial que tem o dever da conduta imaculada, que almejando ganho fácil debanda-se para o lado negro do crime?

Reconheço que esses são minorias na instituição e ao contrário destes, muitos soldados militares são íntegros, leais e de conduta linear.

Acredito que a Policia Militar do Rio de Janeiro tem, portanto, uma grande necessidade de uma nova seleção de seus quadros, julgando com competência os merecedores da farda e da carteira de oficial Militar do Estado. Fazendo-se assim a separação do “Joio do Trigo.”

“O bem também precisa de sedimentação, já que só palavras ou intenções nada valem.”

 acusado

Kika

About Kika

Meu nome já não importa, mais meu apelido é Kika. Sou carioca da gema, do signo de peixes. Já passei da idade dos sonhos. Por incrível que possa parecer, ainda não descobri a minha missão e no momento não estou fazendo questão. Amo a natureza e todos os seus habitantes. Gosto de ir ao cinema, ao teatro. Quase sempre escuto o bom Blues. Procuro sempre me manter ocupada, isso me faz esquecer os problemas e a solidão. Não gosto de situações aborrecidas e tediosas e muito menos ter que ser simpática quando não o quero ser e nunca me importo com o que falam de mim ou pensam ao meu respeito. Sou direta e nunca faço rodeios. Tenho vários defeitos e não faço questão de corrigi-los. Sou assim e pronto! Desejo que você goste da minha NAVE e qualquer contato é só deixar o seu recado que eu retorno. Muita paz a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>