A furadeira na visão do Policial Militar – BOPE

BOPEHélio Ribeiro, morto por um policial do BOPE, após ter confundido uma furadeira com uma arma, no bairro do Andaraí no Rio de Janeiro. É lamentável e irreparável!

Um absurdo gravíssimo, partindo de profissionais que deveriam proteger nossas vidas.

Sinto profundamente pela esposa de Hélio que perdeu estupidamente seu marido, pai de seus filhos.

Lamento também e talvez mais ainda, por esse profissional militar que terá sua carreira afetada e quem sabe, condenada pela opinião pública.

Claro! Pimenta no dos outros é refresco. Porém, analiso o lado profissional do fato, o lado racional e o lado sem o julgamento próprio com sede de justiça.

Todos nós brasileiros sabemos da precariedade em que trabalham esses profissionais de combate numa cidade grande e violenta como o Rio de Janeiro.

Policiais esses, que em minha opinião, trabalham sobre pressão, em constante perigo e que igualmente a todos nós tem famílias. “Profissionais cansados e muitos deles com quadros de síndromes, relacionadas ao excesso de trabalho.” Policias que moram em favelas e comunidades de riscos e geralmente longe da corporação. Policiais que não tem um salário digno de acordo com o risco e perigo que a profissão oferece.

Ainda em minha opinião, falta a esses profissionais, apoio médico, incluindo, psicológicos, e otorrinolaringologistas, quinzenal, sem nenhum custo. Lazer com recreação dirigida para aliviar o estresse, igualmente as suas famílias, que em muitas vezes escondem a profissão de seus maridos, sobre risco de sofrerem desagravos, treinos semanais, de tiro e habilidade de raciocínio rápido, alimentação balanceada para manter a forma e o peso. Freqüente observação pelo departamento competente para a análise de conduta profissional e moradia descente, longe das comunidades de risco. Viaturas equipadas e armamentos sofisticados.

Temos a insanidade de julgarmos e pensarmos sempre ao que tange em nosso favor. Infelizmente aconteceu essa fatalidade, um erro que de forma nenhuma poderia acontecer, um desacerto que terá que ser analisado, julgado com decência, sem julgamento pré- concebido, com apreciação limpa dos fatos.

Entendo a revolta da família do Sr. Hélio e não gostaria de estar no lugar deles. Desejo que a senhora Ribeiro seja ricamente iluminada, para não reter ódio e prejudicar igualmente outra família. Acredito realmente, que o policial em questão, não teve intenção de matar um cidadão inocente e pai de família.

Faço votos que a Secretaria Estadual de Segurança ofereça a família do Sr. Hélio Ribeiro, apoio em todos os sentidos e ofereça também o mesmo para o policial e seus familiares, que querendo cumprir o seu trabalho cometeu esse trágico absurdo na anciã de combater o crime, se confundindo, pela distância de 40 metros, a furadeira com uma arma de fogo.

Desejo do mesmo modo que a Policia Militar passe por uma reforma de disciplina e treinamento para estruturar toda a corporação, evitando assim erros estúpidos e errôneos.

Externo o meu conceito sobre esse assunto, não almejando ser o julgador desse deplorável acontecimento, que ao meu entender as duas famílias são dignas de amparo, carinho e benevolência.

Tenho ciência que a morte é a distância eterna de quem amamos e não existe retorno. Somente a saudade, a tristeza e o tempo para amenizar a dor.furadeira:sad:

Kika

About Kika

Meu nome já não importa, mais meu apelido é Kika. Sou carioca da gema, do signo de peixes. Já passei da idade dos sonhos. Por incrível que possa parecer, ainda não descobri a minha missão e no momento não estou fazendo questão. Amo a natureza e todos os seus habitantes. Gosto de ir ao cinema, ao teatro. Quase sempre escuto o bom Blues. Procuro sempre me manter ocupada, isso me faz esquecer os problemas e a solidão. Não gosto de situações aborrecidas e tediosas e muito menos ter que ser simpática quando não o quero ser e nunca me importo com o que falam de mim ou pensam ao meu respeito. Sou direta e nunca faço rodeios. Tenho vários defeitos e não faço questão de corrigi-los. Sou assim e pronto! Desejo que você goste da minha NAVE e qualquer contato é só deixar o seu recado que eu retorno. Muita paz a todos!

2 thoughts on “A furadeira na visão do Policial Militar – BOPE

  1. Lámentavel,esse erro é absurdo,
    jamais poderia ter acontecido,falta de preparo etc
    bjs queridona e Parabéns!

  2. Lamentável,esse erro é absurdo,
    jamais poderia ter acontecido,falta de preparo etc
    bjs queridona e Parabéns pela iniciativa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>