Traição

Traição

Traição

A traição é uma forma de decepção ou repúdio da prévia suposição ou violação da presunção do contrato social. (verdade ou confiança).”

O Verbo “trair” deriva de uma palavra grega que significa “entregar”

A traição é um tema complicado de discussão e faz com que muitas pessoas não tenham entendimento com relação à traição propriamente dita: – A pergunta mais freqüente é por que estar em um relacionamento se tem necessidade de trair? Claro como água!

Porém várias formas de traição são comuns entre todos os seres viventes do planeta.

A traição é um comportamento antigo. Judas Iscariotes (Mt 26, 25) é um exemplo bíblico, dispensando apresentações.

Na maioria dos casos de traição, se dá quando um relacionamento entre duas pessoas, já não atinge mais a expectativa cultivada por um parceiro ou mesmo pelos dois. Fato!

A forma perfeita para a traição é a expectativa na relação o que pode gerar muita frustração e decepção, ocasionando assim a busca pelo novo ou pelo valor a que se deseja.

Geralmente o traidor (a) esta em busca de algo perdido ou ate mesmo algo novo que venha contribuir para a satisfação pessoal. Em vários casos o traidor (a) não tem absolutamente noção do que esteja procurando. A traição é como o vício quanto mais está viciado, mais temos necessidade do vício.

Há variadas formas de traição e igualmente vários motivos:

  • Homens que traem suas mulheres e vice versa.
  • Amigos (as) que traem seus amigos,
  • Sociedade empresarial que se desfazem pelo motivo da traição, onde um dos sócios usou de deslealdade,
  • Colegas de trabalho que traem para obter uma posição melhor na empresa,
  • Traições duplas
  • Traições infantis,
  • E, traições movidas pela inveja, pelo desejo de destruir algo que esteja incomodando o traidor.

O fato é que quando falamos em traição, relacionamos ao adultério no casamento, que nunca foi aceito pela sociedade.

O homem tem a fama de ser adúltero por natureza, pois já trás no seu currículo da educação que homem não chora e tem que provar a sua virilidade a todo o momento. É bem aceito quando o homem tem a sua primeira noite sexual e é sempre bem quisto quando de vários relacionamentos sexuais. Nos dias de hoje, pais que se encantam com a masculinidade sexual de seus filhos intitulando como um verdadeiro garanhão. O homem é o chefe da família, é o que da o seu nome a mulher, é o que tem a tutela dos filhos, apesar de ser a mulher a parir. É o que pode perfeitamente saborear uma cerveja gelada num botequim qualquer. Pode sentar-se no chão, urinar no chão e até mesmo arrotar na mesa. Coisa muito natural em se tratando de homem. Puta é sempre a mulher, pois raramente ouvimos alguém chamar um homem de puto  no sentindo da palavra. Ouvimos dizer: – Filho de uma puta. Que esta relacionada à mulher, mãe naturalmente desse ser masculino.

Se o leitor estiver na mesma linha de raciocínio, verá que o homem tem permissão para transar, namorar, olhar e desejar. Tudo muito natural.

As mulheres por sua vez são criadas para o amor incondicional, para o lar, filhos. As mulheres procuram o príncipe encantado das histórias infantis contadas quando ainda meninas. A mulher sonha com o amor, que é diferente do prazer carnal.

A mulher é criada para as suas obrigações do lar. Como lavar, passar, cozinhar, cuidar dos filhos e depois dessa maratona ainda ter relações sexuais com seus parceiros, muitas vezes insatisfeitas sexualmente.

Por todos esses motivos condicionados as mulheres elas vivem insatisfeitas com seus parceiros, porque simplesmente é mulher.

Ainda bem que esse fato já vem mudando há algum tempo. A mulher que trai, faz por vingança, ou busca por carinho e afeto que o amante sempre esta pronto a lhe dar.

Quando descoberta em sua traição é posta pra fora de seus lares muitas vezes a ponta pés. É proibida de ver seus filhos é condicionada a miséria e muitas vezes assassinada pelo traído.

Isso é só uma prévia para explicar ao leitor o tema TRAIÇÃO, pois adentraríamos por várias páginas de comportamento humano da traição amorosa.

Amigo (a) é como família, meio irmão, confidente, aliado, o que nos entende e fala nossa língua. É pau pra toda obra, é a mesma tribo, a mesma ação, muitas vezes o fim da solidão é a comunhão entre o que gostamos e o que fazemos.

Traição entre amigos (as) acontece quase sempre pela inveja, pela disputa.

E quando isso acontece nos sentimos traídos da mesma forma. São a nossa confiança traída, nossas confidências expostas. Amigos traidores são nossos primeiros inimigos. Porém não causa tanto dano ao nosso ser como a traição amorosa. Amigos são facilmente substituídos.

A traição entre sociedade empresarial é mais complicada, mais bem freqüentes nos dias de hoje.  É baseada em competitividade negativa, disputa pelo poder, desvio de verbas, falta de interesse pela empresa, contenda do ego, intrigas, falcatruas, sabotagem e tantas outras características de traição. Igualmente devastadora, pois muitas vezes implica na perda do patrimônio ou o ganha pão de cada um. Em alguns casos gera a falência financeira e ate mesmo em suicídio.

Traição entre colegas de trabalho é mais ou menos baseada na traição empresarial, onde o traidor não mede esforços para ocupar cargos ou a atenção do chefe. Também é baseada em competitividade negativa, falsidade, intrigas e até mesmo, em muitos casos sabotagem no trabalho do seu colega. É devastador. Causa muitas vezes no traído desejo de vingança, ódio e depressão.

Traição dupla é toma lá, da cá… O traidor (a), pensa estar unicamente traindo, quando na verdade o traído (a) ao descobrir a infidelidade, passa também a trair numa forma de vingança, onde passa a se sentir perfeitamente confortável com essa situação. O que ocorre é que o traidor passa para a condição de traído e o traído para a condição de também traidor. É jogo empatado!

Traição infantil – Criança também trai. É bem comum entre as crianças.

Pode-se dizer que muitas vezes não traem com o entendimento de traição. Porém, não deixa de ser uma traição propriamente dita. Há casos de crianças que diante de algum mau feito por parte de seus colegas ou irmãos, contam aos seus professores, pais ou superiores, entregando com rico detalhe das ações. Há crianças que praticam o mau feito e diante de seus superiores, jogam a culpa para as outras crianças, que muitas vezes nem participaram da ação. Seria na linguagem popular o traiçoeiro, que vem a ser o traidor. Crianças também traem por inveja, por maldade, por competição. Traem para obter o amor incondicional do professor ou até mesmo de seus pais. Nesses casos seria da índole ou comportamento educacional destas crianças?

Traições movidas pela inveja ou desejo de possuir o que o outro tem, dispensa explicações. É também devastador na vida do traído.

É possível evitar a Traição? Existem fórmulas para se evitar qualquer tipo de traição? Seria a traição um comportamento emocional, educacional, ou de caráter?

Acredito que quem trai, não mereça o nosso amor, a nossa amizade ou até mesmo a nossa mais completa consideração. Quem trai, seja por o motivo quer for é um JUDAS ISCARIOTES COM BEIJO OU SEM BEIJO. É morte em vida.

Fala Sério!

Kika

About Kika

Meu nome já não importa, mais meu apelido é Kika. Sou carioca da gema, do signo de peixes. Já passei da idade dos sonhos. Por incrível que possa parecer, ainda não descobri a minha missão e no momento não estou fazendo questão. Amo a natureza e todos os seus habitantes. Gosto de ir ao cinema, ao teatro. Quase sempre escuto o bom Blues. Procuro sempre me manter ocupada, isso me faz esquecer os problemas e a solidão. Não gosto de situações aborrecidas e tediosas e muito menos ter que ser simpática quando não o quero ser e nunca me importo com o que falam de mim ou pensam ao meu respeito. Sou direta e nunca faço rodeios. Tenho vários defeitos e não faço questão de corrigi-los. Sou assim e pronto! Desejo que você goste da minha NAVE e qualquer contato é só deixar o seu recado que eu retorno. Muita paz a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>