Prostituta… Profissão rentável.

Gente! O que é isso? Tô bege!

Quer dizer que o máximo agora é ser Puta?!

Preciso urgentemente cristalizar a minha mente, para entender que ser puta virou profissão de orgulho e sucesso na certa.

De forma nenhuma, esse artigo esta julgando ou condenando à prostituta. Cada um tem o direito de fazer o que quiser. O que não posso aceitar é a sociedade como um todo mostrar-se orgulhosamente em relação a esse fato e denominar a prostituição com títulos de profissões que requerem estudos e dedicação.

Caiu em minhas mãos o Livro de titulo “Filha, Mãe, Avó e Puta”. O titulo resume bem a trajetória dessa senhora que abandona o curso de filosofia para se tornar uma prostituta. Criou a grife Daspu em alusão a Daslu, escreveu o livro e hoje vive colhendo os louros de sua rentável profissão.

Lembrei-me então, do caso da Surfistinha, ninfetinha safadinha que escreveu um livro a respeito de como foi ser piranha, concede várias entrevistas televisivas e jornalísticas e casou-se com o seu cliente. Bravo! – Fico imaginando o que esse marido diz aos seus amigos quando eles pedem uma noite com sua esposa? Deve ser maneiro cara!

No meio dessa maratona, surge o caso da estudante da UNIBAN, com seu vestidinho curto desfilando sensualmente pela universidade e ainda se diz ultrajada com tamanha repercussão. Colocou Mega Hear nos cabelos loiríssimos e vai posar para a revista Playboy. Maravilha! Chegou aonde ela queria. Cursar universidade é só uma questão de ser puta intelectual.

Pesquisando no Google descobri que no Egito antigo, na região da Mesopotâmia e na Grécia, a prática tinha ritualização. As prostitutas, consideradas sacerdotisas (portanto sagradas), recebiam honras de verdadeiras divindades e presentes em troca de favores sexuais. Muitas civilizações já desenvolvidas, a prostituição era praticada por meninas como uma espécie de ritual de iniciação quando atingiam a puberdade. Pedofilia? Não sei! Mais entendi porque é a profissão mais antiga e com vasto campo de trabalho.

Como toda profissão, essa também tem ramificações, que de qualquer forma são também rentáveis, dependendo do objetivo e do objeto em si.

No meu entender o único inconveniente da profissão é pegar no duro. Sem trocadilhos. Mas isso não é problema. Basta especializar-se no assunto:

Fazer academia pela manhã para ficar sarada de bunda empinada. Colocar silicones nos seios, Mega Hear nos cabelos e muito botox nos lábios para melhorar a sucção. Fazer dança do ventre para melhorar o desempenho, alongamento para boa abertura e bronzeado artificial para deixar a marquinha do biquíni. Tudo custeado por idiotas que esquecem suas famílias e seus filhos para apenas mostrar que é homem com H e como todo homem com H tem a sua inteligência no pénis e alguns até no anús, fica fácil entender porque a profissão é tão rentável.

Quando ficam coroas bem sucedidas, tem o privilégio de inverter a profissão. Desfilam com garotões igualmente sarados, safados, que inteligentemente descobriram que para eles a profissão também é muito rentável, podendo ser tornar artistas e celebridades, bastando para isso manter ereto o seu cérebro.

Concluo que todo o avanço e conquistas, importantes, nos últimos anos, a sociedade ainda intitula a mulher como prostituta, mesmo ela não sendo uma prostituta propriamente dita. A sociedade faz da mulher um objeto, um produto.

carro

Pode-se ver isso por todos os lados. Na publicidade, na sensualidade, na música, na roupa, e no comportamento de algumas mulheres, que, não entendo porque teimam em seguir esses padrões estabelecidos.

Algumas para não correrem risco de encontrar-se com um cliente de caráter duvidoso usam a prostituição de forma personalizada – As Maria Chuteiras, que pacientemente esperam as chuteiras ficarem famosas. Dançarinas de casas noturnas, que viram bailarinas. Nú artístico que viram modelos sensuais. Mulheres que entram para um programa de reality show –  tomam banho nua e depois se enxugam debaixo do cobertor com algum modelo sarado. Mulheres que fazem filme pornô, explicitamente mostrando toda a sacanagem existente naquele corpo e ainda se intitulam atriz de filmes para adulto. Gerar filhos de celebridades.

Não é prostituta apenas aquela que atende clientes e faz disso a sua fonte de renda principal. Qualquer pessoa, independente de ser homem ou mulher que vê a possibilidade de tirar vantagens usando seu corpo e a sedução para objetivar vantagens monetárias, não incluindo a troca de sentimentos é também prostituição.

A conclusão é que se há um crescimento da prostituição e afins é que existem homens com H que doentiamente proporcionam a essas mulheres a estabilidade alvejada.

Homens esses que julgam suas mulheres, porque envelheceram na dura jornada de serem esposa e mãe e perdem aquela imagem de propaganda. Como se a maioria dos homens também não envelhecessem, a ponto de ficarem carecas, barrigudos, fétidos e cheios de pelancas. Precisam de remédios para manter o pênis ereto e acham que são uns verdadeiros garotões, pensando que estão com tudo em cima.

Lamento pelas mulheres que foram trocadas pela prostituição e passam a manter seus lares, educando seus filhos, trabalhando honestamente e ainda são tachadas de burras, bruxas e que deveriam ser putas na cama.

Não vou condenar as prostitutas e suas ramificações. Vou torcer para  que os homens mudem as suas atitudes sexuais com suas parceiras, entendendo que para elas, também existe prazer quando bem feito. Para uma prostituta não importa se esses homens são bons de sexo, porque não existe prazer e amor, apenas a recompensa por cada relação.

Enquanto isso vou pensar no que dizer para os meus futuros netos.

Kika

About Kika

Meu nome já não importa, mais meu apelido é Kika. Sou carioca da gema, do signo de peixes. Já passei da idade dos sonhos. Por incrível que possa parecer, ainda não descobri a minha missão e no momento não estou fazendo questão. Amo a natureza e todos os seus habitantes. Gosto de ir ao cinema, ao teatro. Quase sempre escuto o bom Blues. Procuro sempre me manter ocupada, isso me faz esquecer os problemas e a solidão. Não gosto de situações aborrecidas e tediosas e muito menos ter que ser simpática quando não o quero ser e nunca me importo com o que falam de mim ou pensam ao meu respeito. Sou direta e nunca faço rodeios. Tenho vários defeitos e não faço questão de corrigi-los. Sou assim e pronto!
Desejo que você goste da minha NAVE e qualquer contato é só deixar o seu recado que eu retorno. Muita paz a todos!

2 thoughts on “Prostituta… Profissão rentável.

  1. artur

    parabéns ficou otimo seu post e tudo que vc disse e pura verdade o mundo e uma putaria e ser puta ta na moda fazer o que do meu dinheiro elas não vão viver enquanto tiver mão para me satisfazer kkkkkkkk

  2. "Carriço e Polga, numa época horrível, foram os melhores…" What?! polga é simplesmente um zero, e carriço para lá caminha.Agora, ou não viu os jogos ou então tambem não se importa de ficar a 30 pontos do primeiro.Mas o que vêm nesse merdas de nome polga?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>