Amiga Cara de Pau!

cara-de-pau

cara-de-pau

Tenho uma amiga que veio do interior do Estado da Paraíba ganhar a vida no Rio de Janeiro. Uma bela mulher, talentosa, que vive por conta de seu trabalho. Costumamos sair juntas, ir ao cinema, a praia, ao show de blues, enfim, curtir a night, quando o trabalho, nos permite. O chato disso tudo é que na hora de dividir a conta ela esta sempre sem dinheiro, pede  para eu pagar que depois ela me devolve.

Vez ou outra ela dorme na minha casa, almoça, janta, toma banho, usa meu xampu, meu perfume e acaba sempre pedindo emprestada uma roupa. Enfim, essas coisas de pára-quedistas. O cúmulo de tudo isso, foi num dia em que chovia muito e ela me pediu emprestado um guarda-chuva e um casaco. Claro que dei o guarda-chuva velho (destinado somente para esses casos) e um casaco jeans. O casaco ela não gostou e escolheu um casaco branco de linha, conjunto com uma blusa, também de linha de gola role. Eu comprei esse casaco numa viajem a São Paulo, pois é onde encontramos roupas de frio de muito bom gosto, pois os paulistas se vestem maravilhosamente bem, contrariando o poeta musical Caetano Veloso com Sampa.

Passaram-se dois ou três meses e nada do casaco retornar para as minhas mãos. Com a prévia chegada do inverno pedi a ela para trazer meu casaco de volta, pois eu já estava tirando do armário às malhas e os casacos de frio para enfrentar a estação.

Fui surpreendida com um grito de espanto vindo dela, dizendo que meu casaco não estava com ela e que ela já havia me entregado há muito tempo. Claro! Leitor amigo –  Tive que iluminar a memória dela e tão logo ela lembrou-se, disse que iria procurar entre as suas coisas. Fiquei no aguardo e uma semana depois ela me ligou informando que o casaco ela havia mandado para a mãe dela, juntos com outras roupas e coisas usadas que ela envia para os seus parentes na Paraíba. Achei melhor não discutir tal procedimento e disse a ela que queria outro no mesmo valor e escolhido na loja por mim. Afinal o casaco era meu e a mãe dela.

Minha amiga ficou meio sem jeito, gaguejou, riu e disse que pagaria o casaco. Ainda a ouvir dizer que eu tinha muita roupa e que aquele casaco não me faria tanta falta. Concordei com ela mais emendei que tudo meu era comprado com o suor do meu rosto e que quando minha mãe era viva nós (minhas irmãs e eu) dávamos tudo a ela com nosso dinheiro e não com o dinheiro das outras pessoas.

Pois bem, após três semanas, minha amiga chegou a minha casa trazendo o tal casaco numa bolsa de super mercado, ao abrir encontrei meu lindo casaco, sujo na gola, nas mangas e bem encardido. Olhei para ela com espanto, no que ela me disse que ligara para a mãe e pedira que a mãe enviasse de volta o casaco. Joguei o casaco no colo dela e disse: – Essa merda você manda de volta para a sua mãe que não teve nem a coragem de lavar o casaco e você vai esse fim de semana me comprar um casaco novo na loja que eu escolher. Prepare o seu cartão de Crédito! Assim eu disse e assim ela cumpriu. Morreu em cento e vinte reais, contra trinta e nove reais que foi o preço real do meu casaco. Para deixar de ser experta!

Kika

About Kika

Meu nome já não importa, mais meu apelido é Kika. Sou carioca da gema, do signo de peixes. Já passei da idade dos sonhos. Por incrível que possa parecer, ainda não descobri a minha missão e no momento não estou fazendo questão. Amo a natureza e todos os seus habitantes. Gosto de ir ao cinema, ao teatro. Quase sempre escuto o bom Blues. Procuro sempre me manter ocupada, isso me faz esquecer os problemas e a solidão. Não gosto de situações aborrecidas e tediosas e muito menos ter que ser simpática quando não o quero ser e nunca me importo com o que falam de mim ou pensam ao meu respeito. Sou direta e nunca faço rodeios. Tenho vários defeitos e não faço questão de corrigi-los. Sou assim e pronto! Desejo que você goste da minha NAVE e qualquer contato é só deixar o seu recado que eu retorno. Muita paz a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>